Reeleita, Diretoria da Abidip segue mais dois anos na defesa dos importadores de pneus

A Associação Brasileira dos Importadores e Distribuidores de Pneus (Abidip) realizou a eleição para escolha de seus novos representantes. O atual presidente executivo, Ricardo Alípio da Costa, foi reeleito para administrar a entidade nos próximos dois anos (2022/2023).

Em nome de toda a diretoria, Alípio agradeceu cada um dos votos de confiança depositados e o esforço e contribuição do conselho consultivo, dos quais três conselheiros continuarão na nova gestão.

“A reeleição tem esse efeito dúplice de referendar o trabalho realizado, mas também de exigir uma sequência exitosa. É um novo mandato em que renovamos o compromisso com o setor de não baixar a guarda. Seguiremos vigilantes estabelecendo sempre um contraponto às pressões sobre órgãos reguladores, mostrando à sociedade a importância de nossa atividade para a economia e lutando sempre pela desburocratização e redução dos custos de importação”.

Reconhecimento

Não foram poucos os desafios enfrentados pela atual diretoria nesses últimos dois anos em que o mundo viveu uma de suas piores pandemias, caos completo no transporte de mercadorias, disparada do frete internacional e quebra de muitas cadeias produtivas.

Mas a Abidip não parou. Com uma diretoria composta por empresários experientes e atuantes, promoveu dezenas de reuniões remotas, estabeleceu parceiras com outras categorias (como os caminhoneiros), alguns diretores fizeram visitas institucionais a órgãos de governo obtendo vitórias importantes no processo de desburocratização e redução de impostos.

Vitórias

Entre as principais vitórias estão o fim do preço mínimo para as licenças de importação, que vigorava informalmente no país desde 1999, e redução para zero do imposto de importação de pneus de caminhão anunciada pelo governo no início do ano para neutralizar o impacto da alta abusiva do frete internacional sobre o transporte rodoviário de cargas. A Abidip segue trabalhando para tentar incluir outras medidas de pneus que ficaram fora do decreto, mas que estão em falta no mercado nacional.

Outras conquistas foram: agilização e simplificação do trâmite administrativo no Inmetro. Acordo de Cooperação Técnica com a Associação Brasileira de Empresas de Reciclagem de Pneus Inservíveis – ABRERPI, objetivando centralizar nesta entidade a gestão ambiental e a logística reversa dos associados ABIDIP num raio progressivo de atuação em todas as regiões do Brasil.

Vigilância permanente

O esforço da Abidip contra Emendas parlamentares à MP 1040 que, por pressão da indústria nacional, tentavam recriar o “preço de referência nas importações” foi uma batalha emblemática encampada pela diretoria.

O presidente da Abidip, Ricardo Alípio, se encarregou pessoalmente de fazer contato com senadores, encomendou material explicativo sobre os efeitos nefastos das políticas protecionistas, buscou sensibilizar os congressistas que acabaram aprovando um substitutivo impedindo a recriação automática do preço de referência.

Cenário mais favorável

Da forma como o texto foi aprovado, para que seja instituído preço de referência nas importações hoje, precisa haver amplo debate com os setores envolvidos e audiência pública. Cenário bem mais favorável do que era praticado no passado quando os importadores ficavam totalmente reféns dos preços mínimos estipulados pela Receita Federal sem transparência ou justificativa plausível.

Veja quem são os membros eleitos:

Presidente

Ricardo Alípio da Costa

Conselho Consultivo

Anderson Heiderscheidt – GF Pneus
Andrey Leandro – Cantu Pneus
Antônio Carlos Cavalcanti de Araújo Filho – Magnum Tires
Gustavo Locks de Pauli – GP Imports
Roni Mauer – Yaro

Conselho Fiscal

Roberto Luiz Lucian – Kropneus
Mario Boscolo Junior – West Distribuidora

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *